“Vazamento de dados do STJ e Enel mostra que implementação da ANPD é urgente” – 11/11/2020

“O sócio fundador André Damiani e a advogada Blanca Albuquerque foram destaque no Estadão:

O incidente de segurança envolvendo o vazamento de dados pessoais de 300 mil clientes da ENEL domiciliados no município de Osasco, vizinho a São Paulo, novamente ratifica a vulnerabilidade em que os sistemas operacionais brasileiros estão inseridos e a maneira como isso atinge diretamente a privacidade e proteção de dados pessoais dos cidadãos. A informação sobre o ataque hacker veio a público na segunda-feira (9).

Seguindo as orientações dispostas na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), a ENEL comunicou hoje aos titulares de dados sobre o incidente e informou que vazaram os seguintes dados: nome, CPF, RG, data de nascimento, idade, telefone fixo, telefone celular, e-mail, agência bancária e conta corrente do cliente, carga instalada, consumo estimado, tipo de instalação, leitura e endereço.

Entretanto, apesar da comunicação, é possível compreender o quão grave é o referido incidente, visto que a partir da exposição dos referidos dados pessoais, milhares de fraudes podem ocorrer envolvendo os titulares de dados que foram alvo do vazamento.”

Leia o artigo na íntegra

2020-11-11T11:14:13-03:00